Pode namorar com quantos anos, saiba tudo neste  artigo  continue a ler  e verifique mais detalhes.

Ser pai significa comprometer-se a guiar seu filho através de muitas fases complicadas e difíceis da vida. Você vai desde trocar as fraldas, ensiná-los a amarrar os sapatos, até finalmente ajudá-los a entender o namoro e o amor.

Os anos de pré-adolescência e adolescência não são fáceis para você ou seu filho. À medida que os hormônios voam, você pode esperar lidar com seu quinhão de conflitos. 

Pode namorar com quantos anos

Can a 16-year-old date an 18-year-old in California? - Bob Cut Magazine

Então, quando se trata de namoro, como você pode se preparar para lidar com possíveis perguntas e problemas? E qual a idade adequada? Veja abaixo Pode namorar com quantos anos:

Academia Americana de Pediatria observa que, em média, as meninas começam a namorar aos 12 anos e meio de idade e os meninos um ano mais velhos. Mas pode não ser o tipo de “namoro” que você está imaginando.

Definindo namoro

Você pode se surpreender ao ouvir rótulos de namoro como “namorado”, “namorada” e “juntos” dos lábios do seu aluno da sexta série. Nessa idade, provavelmente significa que seu filho ou filha está sentado ao lado de alguém especial no almoço ou no recreio.

Os grupos desempenham um papel importante na transmissão de informações sobre quem gosta de quem. Mesmo que seu filho esteja sonhando com uma certa garota, a maioria das crianças de 12 anos não está realmente pronta para a interação individual de um relacionamento verdadeiro.

Para os alunos da oitava série, namorar provavelmente significa muito tempo gasto enviando mensagens de texto ou falando ao telefone, compartilhando imagens nas mídias sociais e saindo em grupos.

Algumas crianças podem ter progredido para segurar as mãos também. No ensino médio, fortes ligações românticas podem ser formadas e as coisas podem ficar sérias, rapidamente.

Você deve se preocupar?

A primeira vez que você ouve seu filho mencionar que está “namorando” alguém pode ser um pouco enervante, mas desenvolver um interesse romântico por outra pessoa é uma parte normal do crescimento.

Durante a adolescência, seu filho está passando por muitas mudanças. Além de passar pela puberdade, eles podem desenvolver novos interesses, mudar seu estilo de se vestir e até começar a sair com novos amigos. 1

A menos que você perceba sinais de alerta para comportamentos não saudáveis, geralmente não há com o que se preocupar. 

identidade do seu filho está sendo moldada durante esse período e ele pode experimentar coisas diferentes até descobrir quem ele é. Por esse motivo, muitos relacionamentos de namoro entre adolescentes são superficiais no início, à medida que descobrem quem são.

Os pré-adolescentes tendem a escolher seu namorado ou namorada com base na aparência, roupas e/ou status social da pessoa.

E, se você de 12 ou 13 anos não tem interesse em namorar, não se preocupe. Não há pressa quando se trata do mundo do namoro. A falta de interesse deles não significa que você ainda não deva ter conversas significativas sobre namoro.

Converse com eles sobre o que constitui um relacionamento saudável e como se comportar online e quando estiver com amigos. Essas conversas permitem que você construa uma estrutura para quando eles estiverem prontos para começar a namorar.

Relacionamentos adolescentes

Relacionamentos adolescentes podem ganhar força rapidamente. Lembre-se de que os romances do ensino médio tendem a ser auto limitados, mas procure também por sinais de alerta.

Se as notas do seu filho estão caindo ou ele não está mais passando muito tempo com os amigos, considere limitar quanto tempo está sendo gasto com aquela pessoa especial. E seja franco sobre a saúde sexual também.

Pode ser uma conversa difícil para todos os envolvidos, mas é fundamental ser honesto e claro sobre os fatos.

Aliviando o desgosto

Com os primeiros relacionamentos vêm os primeiros rompimentos, e esses podem ser dolorosos. É importante reconhecer como seu filho está se sentindo sem tentar tirá-lo da tristeza. Seja paciente e sensível e lembre-se de que às vezes apenas ouvir é a melhor coisa que você pode fazer.