Sintomas de gravidez nos primeiros 5 dias, saiba tudo neste  artigo  continue a ler  e verifique mais detalhes.

Você poderia estar grávidaA prova está no teste de gravidez. No entanto, mesmo antes de perder um período, você pode suspeitar (ou esperar) que está grávida. Conheça os primeiros sinais e sintomas da gravidez e por que eles ocorrem.

Sintomas de gravidez nos primeiros 5 dias

Cómo sé si estoy embarazada?

Os Sintomas de gravidez nos primeiros 5 dias mais comuns da gravidez podem incluir o seguinte:

  1. Corrimento vaginal rosa;
  2. Corrimento vaginal mais espesso;
  3. Cólicas e inchaço abdominal;
  4. seios sensíveis e inchados;
  5. Escurecimento das aréolas;
  6. Cansaço fácil e sono excessivo;
  7. Sensação de falta de ar;
  8. Dor profunda na região lombar;
  9. Aversão a odores fortes;
  10. Variações de Humor;
  11. menstruação atrasada;
  12. Náuseas y vómitos;
  13. Salivação excessiva;
  14. Desejos por certos alimentos;
  15. tontura e dor de cabeça;
  16. Aumento de las ganas de orinar;
  17. Prisão de ventre;
  18. Espinhas e pele oleosa.

Esses sintomas começam a aparecer ao longo das primeiras 4 semanas de gestação e devem ser considerados principalmente após ocorrer o atraso menstrual, pois podem ser confundidos com outras situações, como a síndrome pré-menstrual (SPM), por exemplo, que é o período que antecede a menstruação. início da menstruação.

Sintomas de gravidez aos 7 dias

Os primeiros sintomas típicos da gravidez durante a primeira semana são os mais difíceis de identificar, no entanto, algumas mulheres conseguem perceber pequenas diferenças em seu corpo, são elas:

1. Corrimento vaginal rosa

Quando o óvulo é fertilizado, pode ocorrer um leve corrimento de cor rosa, que na verdade é o corrimento normal que a mulher apresenta (excesso de muco vaginal) com vestígios de sangue causados ​​pela entrada do espermatozóide no óvulo e seu deslocamento em direção ao óvulo. útero.

Essa descarga pode aparecer alguns minutos após a relação sexual ou até 3 dias após o contato íntimo, o tempo de vida do esperma dentro do corpo feminino. Às vezes, esse corrimento só é visto quando a mulher se limpa depois de urinar. Saiba mais sobre outras causas de corrimento rosa e o que fazer.

2. Corrimento vaginal mais espesso

Devido às grandes alterações hormonais que começam a ocorrer desde o momento da concepção, é normal que algumas mulheres tenham um corrimento vaginal mais espesso que o normal. Esta descarga não é necessariamente rosa e, na maioria dos casos, é levemente esbranquiçada.

Quando o fluxo é acompanhado de mau odor ou outros sintomas como dor ou coceira, é muito importante consultar um ginecologista, pois também pode indicar uma infecção vaginal, principalmente candidíase.

3. Cólicas e inchaço

Com o óvulo fertilizado, há um aumento do fluxo sanguíneo para a região pélvica e os hormônios femininos entram em ação para preservar o embrião e continuar a gravidez. 

Isso pode causar cólicas abdominais semelhantes às que ocorrem durante a menstruação, porém, geralmente são de baixa ou média intensidade. Da mesma forma, a mulher também pode apresentar uma pequena perda de sangue semelhante à menstruação, mas em menor quantidade.

A inflamação da barriga também é um dos primeiros sintomas da gravidez e é causada pelas intensas alterações pélvicas que estão ocorrendo, surgindo com mais frequência nos primeiros 7 dias a 2 semanas. 

O aumento do fluxo sanguíneo e a adaptação ao crescimento uterino são as principais causas desse leve inchaço abdominal, que para alguns pode passar despercebido. Por volta das 7 semanas de gestação a parte inferior do umbigo começa a endurecer.

Sintomas de gravidez na segunda semana

Os sintomas que começam a aparecer por volta dos 15 dias de gravidez são alguns dos mais típicos e podem durar várias semanas:

4. Senos sensibles e inflamados

Nas duas primeiras semanas de gestação, a mulher pode notar que seus seios ficam mais sensíveis e isso se deve à ação de hormônios que estimulam as glândulas mamárias, preparando-a para a amamentação. 

Dessa forma, há também um aumento do volume das mamas, que passam a ter glândulas mamárias mais desenvolvidas para suprir as necessidades do bebê após o nascimento.

Além disso, os mamilos também podem sofrer algumas alterações, ficando mais sensíveis e inchados, e a aréola pode ficar mais escura que o normal devido ao aumento do fluxo sanguíneo na região. Algumas mulheres podem até sentir muito desconforto apenas com o toque de uma blusa ou sutiã.

5. Escurecimento das aréolas

Além do aumento e sensibilidade mamária, as mulheres também podem notar alterações nas aréolas, que tendem a escurecer mais do que o normal devido ao aumento do fluxo sanguíneo para a região. Algumas mulheres podem sentir muito desconforto apenas com a camisa ou o sutiã esfregando contra a aréola ou a região do mamilo.

6. Cansa-se facilmente e dorme demais

O cansaço é um dos sintomas mais comuns da gravidez que pode estar presente durante toda a gravidez, começando a aparecer por volta da segunda semana. 

É normal que esse cansaço aumente durante as primeiras 12 semanas de gravidez, enquanto o corpo adapta todo o seu metabolismo para fornecer a energia necessária para o desenvolvimento do bebê.

Esse tipo de cansaço é fácil de identificar quando a mulher começa a sentir que as tarefas que fazia antes estão se tornando muito cansativas, chegando ao final do dia sem energia ou precisando dormir mais de 10 horas por noite para repor as energias gastas .

7. Sentindo falta de ar

Junto com a sensação de cansaço, é comum que as mulheres sintam falta de ar, percebendo quando é necessário subir escadas ou realizar atividades que exijam mais energia, como limpar a casa ou correr para pegar o ônibus, por exemplo.

Essa falta de ar não está relacionada apenas ao cansaço, mas também ao aumento do fluxo sanguíneo no útero, fazendo com que as concentrações de oxigênio em todo o corpo diminuam ligeiramente.

8. Dor lombar profunda

Embora a dor nas costas seja quase sempre considerada um sintoma comum das últimas semanas de gravidez, algumas mulheres podem desenvolver esse tipo de dor desde o início da gravidez, e está relacionada às mudanças que ocorrem no corpo da mulher para receber o bebê.

Em alguns casos, a dor nas costas pode ser confundida com dor de barriga, por isso algumas mulheres pensam que a menstruação está prestes a chegar, porém, com a falta da menstruação elas começam a perceber que na verdade é uma dor nas costas. não está relacionado com a menstruação.

9. Aversão a odores fortes

É muito comum que as mulheres no início da gravidez tenham aversão a odores fortes, mesmo que sejam aparentemente agradáveis ​​como perfume. A maioria das grávidas pode até vomitar depois de sentir um cheiro forte como gasolina, cigarro ou produtos de limpeza, por exemplo.

Além disso, à medida que o olfato é alterado, algumas mulheres também podem relatar que há uma alteração no sabor dos alimentos, que se torna mais intenso, causando náuseas.

10. Variações de humor

Nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode notar algumas alterações de humor, sem causa aparente. É muito comum que as gestantes chorem por situações que não as fariam chorar antes de engravidar, e esse sintoma pode permanecer durante toda a gravidez.

Isso acontece porque as fortes alterações hormonais, normais durante a gravidez, podem causar um desequilíbrio nos níveis de neurotransmissores, tornando o humor mais instável.

11. Atraso da menstruação

A falta de menstruação costuma ser o sintoma mais evidente da gravidez, já que durante a gravidez a mulher deixa de ter seu período menstrual para permitir que o feto se desenvolva adequadamente no útero.

Esse sinal ocorre devido ao aumento da produção do hormônio beta hCG, que impede que os ovários continuem liberando óvulos maduros. O atraso menstrual pode ocorrer até 4 semanas após a concepção, sendo mais facilmente identificado em mulheres com menstruação regular.

No entanto, é importante mencionar que existem outras situações que podem causar atraso na menstruação, como: estresse ou alterações hormonais.